Vivemos num mundo caótico, com uma rotina apertada, compromissos, relatórios, afazeres. Parece que o tempo fica cada vez mais acelerado, sem que possamos priorizar o que é realmente importante para nós. E quando nascem nossos filhos, os dias ficam ainda mais curtos (alguns de vocês podem até me dizer que as noites ficam mais longas…), e percebemos que somos verdadeiramente incapazes de dar conta do recado.

Confira a matéria completa clicando aqui.